PAUL WASHER

Ir em baixo

PAUL WASHER

Mensagem  Thiago Eddine em Sab Out 01, 2011 8:08 pm



Pregado quarta-feira, 22 de Outubro de 2008, na Conferência sobre Avivamento, em Atlanta, Geórgia. Paul Washer dá um apelo urgente para os cristãos e as igrejas na América do Norte, onde muitos têm crido em um falso evangelho e em uma falsa garantia de sua salvação. Ele enumera 10 acusações contra o moderno sistema de igreja na América. Esta é uma mensagem histórica urgente, informe outras pessoas e espalhe a mensagem. Precisamos de uma reforma e um avivamento nos padrões bíblicos!

Greg Gordon (Organizador da Conferência sobre Avivamento)



Por: Paul Washer © HeartCry Missionary Society | hcmissions.com
Tradução: voltemosaoevangelho.com
Permissões: Você está autorizado e incentivado a reproduzir e distribuir este material em qualquer formato, desde que informe o autor, seu ministério e o tradutor, não altere o conteúdo original e não o utilize para fins comerciais.
avatar
Thiago Eddine
Admin

Mensagens : 106
Pontos : 266
Data de inscrição : 24/10/2010

Ver perfil do usuário http://www.forumevangelico.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

NÃO CONHECEMOS O EVANGELHO

Mensagem  Thiago Eddine em Dom Out 02, 2011 1:41 am

NÃO CONHECEMOS O EVANGELHO

avatar
Thiago Eddine
Admin

Mensagens : 106
Pontos : 266
Data de inscrição : 24/10/2010

Ver perfil do usuário http://www.forumevangelico.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

O VERDADEIRO EVANGELHO DA PROSPERIDADE

Mensagem  Thiago Eddine em Dom Out 02, 2011 1:48 am

O VERDADEIRO EVANGELHO DA PROSPERIDADE

avatar
Thiago Eddine
Admin

Mensagens : 106
Pontos : 266
Data de inscrição : 24/10/2010

Ver perfil do usuário http://www.forumevangelico.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Igreja..Qual Igreja ?

Mensagem  apsama em Dom Out 16, 2011 6:42 am

Tenho estado com muitas dúvidas atualmente e deixei de frequentar a minha Igreja Batista. Quando o pregador fala, "Tua Igreja", referindo-se a Igreja de Jesus Cristo, a qual delas se refere ? Porventura só existirá uma única ? Mas eu vejo inúmeras..Qual delas é a Igreja de Jesus Cristo se existe apenas uma ? Ou.. Será que existe apenas uma Igreja de Jesus Cristo ? Será que não existem várias Igrejas de Jesus Cristo ? Mas se é assim porque Jesus quando sai da última ceia diz: "Que eles sejam "um" Pai, como Eu e vós somos "um" ?
Esta dúvida está fazendo com que eu dê uma "parada" em frequentar igrejas porque quero saber qual delas é a verdadeira. Será que existe uma Igreja verdadeira ?
Paul Washer fala em uma crise entre nós evangélicos. O "reavivamento" de que fala Paul é o fato de que existem muitos, como eu, que estão "voltando as fontes", ou seja, aos primeiros reformadores e até antes deles, para conhecerem o propósito da Reforma, voltando a era patrística para estudar os primeiros padres da Igreja, aqueles que foram discípulos dos apóstolos, para averiguar o que pensavam.
Parece que existe entre nós uma inteira "defasagem" entre os conceitos de "Igreja" e "Sagradas Escrituras"."Igreja", me parece, não é o simples "ajuntamento dos que creem", acho que é muito mais do que isto. Existem duas passagens do Novo Testamento sobre Igreja que me fazem pensar: 1 - "A Igreja é a coluna e o fundamento da verdade"; 2 - "A Igreja é o Corpo de Cristo".
A afirmação de que "existem jovens que estão voltando a rocha da qual fomos cortados" é uma clara referência de volta as origens e um sinal que aponta para as igrejas voltarem a uma unidade.
Para quem não sabe, Charles Haddon Spurgeon, um dos pregadores-escritores a que se refere Paul e a quem os jovens estão estudando seus escritos e sermões, nasceu em Kelvedon, Essex, em 1834 e morreu em Menton em 1932. É conhecido como C. H. Spurgeon. Foi um pregador batista reformado de origem inglesa. George Whitefield foi um pregador anglicano itinerante. Seu ministério teve enorme impacto sobre a ideologia norte-americana.
Leonard Ravenhill (1907-1994) foi um escritor e evangelista cristão britânico que pregava principalmente oração e avivamento. É mais conhecido por desafiar a igreja moderna e seu mais notável livro é "Por que Tarda o Pleno Avivamento?".
Martyn Lloyd-Jones foi um teólogo protestante na linha calvinista de origem galesa. Influente na ala reformada do movimento evangélico britânico no século 20.
Aiden Wilson Tozer nasceu em 21 de abril de 1897 em La Jose na Pensilvania, EUA, e morreu em 12 de maio de 1963 aos 66 anos de idade. Foi um pastor na Aliança Cristã e Missionária de 1919 a 1963 e editor da publicação Alliance weekly (Aliança semanal) agora conhecido como Alliance life (Vida de Aliança) de 1950 a 1963. Durante sua vida, Tozer escreveu muitos livros e artigos, esses publicados enquanto esteve vivo. Não freqüentou seminário, mas adquiriu grande conhecimento bíblico. Suas pregações causavam forte impacto nas pessoas. Os mais de 40 livros escritos lhe renderam dois doutorados honorários.
John Wesley (Epworth, Inglaterra, 17 de junho de 1703 — Londres, 2 de março de 1791) foi um clérigo anglicano e teólogo cristão britânico, líder precursor do movimento metodista e, ao lado de William Booth, um dos dois maiores avivacionistas da Grã-Bretanha.
Não concordo com Paul Washer quando diz que só existe uma única interpretação evangélica para temas teológicos como: "A justiça de Deus", "A soberania de Deus". "A ira de Deus", "A supremacia de Deus", "A glória de Deus", enfim do que é Deus intrinsecamente. Por isso mesmo Paul diz que "são assuntos controversos". Cada vez que um ministro prega sobre isso parte de uma visão particular sobre o que está na Bíblia a respeito de Deus, inclusive ele, "Paul Washer". Segundo Paul muitos crentes tem uma definição de Deus de suas próprias mentes. Mas qualquer definição humana de Deus parte da mente de quem procura defini-Lo e a definição do próprio Paul é uma elocubração mental em torno daquilo que se deduz sobre o Deus que está nas Sagradas Escrituras. É sempre uma "elocubração mental", parta de quem partir.
Em Jeremias "compreender e conhecer a Deus" é ter uma experiência pessoal e não intelectual com Deus.
Outra coisa que não entendo em Washer é que a "conversão" tem que ser diária, numa espécie de "perseverança" e ao mesmo tempo tem pressa em confessar que a justificação é "apenas" ou "somente" pela fé. Ora, se é assim, como a conversão tem que ser diária ? De que espécie de conversão ele fala ? Segundo os primeiros reformadores, "uma vez salvo, sempre salvo e assim podemos ter certeza de nossa salvação", então porque "diariamente" temos que "renovar" esta fé, esta salvação? Ele quer dizer que podemos perde-la, acredito eu, e se assim pensa já não pensa como os primeiros reformadores.
Ademais, me causa espécie essa "salvação somente pela fé", porque em nenhuma parte da Escritura assim está escrito. Enquanto a bíblia, o Novo Testamento, diz que "sem fé é impossível agradar a Deus", Jesus também diz em outra parte do Novo Testamento: "Se queres entrar na vida guarda os mandamentos". Ora, essa Lei é mosaica e depende de nossa vontade obedecer ou não os mandamentos havendo no decálogo mandamentos mais fáceis e outros mais difíceis de seguir, variando de pessoa para pessoa.Sabemos que a justificação somente pela fé é filha do "servo arbítrio" mas se admitimos que os homens podem seguir leis então eles tem livre arbítrio e se o tem a salvação já vai depender não somente da fé mas de nossa vontade em abraçá-la, e ter esta fé também não seria seguir a Jesus como "legislador" ? Sim, porque não foi Ele que aconselhou boas obras, tais como: "Visitar os encarcerados", "Dar alimento aos que tem fome" ? E o que dizer da Epístola de Tiago: "Mostra tua fé sem obras e mostrarei a minha fé pelas minhas obras" ???ou : "A fé sem obras é morta". Pode uma fé morta salvar o homem ?
Todas estas coisas tem me confundido muito, e quando assisto a esse pregador abandonar a fé dos primeiros reformadores e entrar em contradição, mais confuso ainda fico.
Se a Reforma prega que a salvação é somente pela fé, como Washer recomenda uma renovação diária desta fé ? Por que perderíamos a fé de um dia para o outro ? O que ele está definindo como fé ? Quando joga por terra a "oração do pecador", que em plagas brasileiras é a aceitação oral de Jesus como salvador pessoal, está dizendo que esta fé é algo que podemos perder, logo, joga por terra a "certeza da salvação" presente nos primeiros reformadores.
Cada vez que assisto um vídeo desses vejo mais pregadores abandonando a fé da reforma sem mesmo o sentirem, entrando em contradição.
Outra coisa que não concordo neste vídeo é de natureza pentecostal: "Onde diz na Palavra de Deus que a conversão tem que ser acompanhada, "necessariamente", de emoções, euforia ? O batismo apaga nossos pecados passados e quantos se batizaram e nada sentiram de especial ? Então não se realizou neles o batismo ? Onde diz nas Sagradas Escrituras, por exemplo, que o batismo deve ser acompanhado de manifestações extraordinárias ?
Onde diz na Sagrada Escritura que a conversão de alguém tem que ser, "necessariamente", confirmada por sinais externos ? Por emoção, euforia, alegria, etc..?

Paul fala que 70% dos americanos se sentem "convertidos" mas diz que a nação é "abortista" o que atesta sua "não conversão". Mas isso não é "obra" ? Se a oficialização do aborto tem como finalidade evitar a morte de mães que não tem recursos financeiros e arriscam a vida com charlatães, o que tem isto a ver com a "salvação somente pela fé" ? O que tem a política a ver com a nossa salvação ? O que a "conversão" e a "salvação" tem que ver com obras, com problemas políticos e decisões políticas ?
Washer vê a necessidade de conversão diária e com isso joga por terra a fé dos reformadores , a "certeza da salvação", a doutrina base de que "uma vez salvo, sempre salvo" é negada por esse pregador.


Washer fala em "princípios bíblicos sobre a certeza da salvação" mas já jogou-os fora com essa história de "conversão diária". E ainda diz: "Você não tem autoridade para dizer que estão salvos". Ora: Como apresentar "princípios bíblicos sobre a certeza da salvação" e não poder afirmar que quem segue esses princípios se salva ? Sim, pois ele fala: "Você não tem autoridade de lhes dizer que são salvos. Esta é uma obra do Espírito Santo de Deus". Ora, se alguém segue os princípios bíblicos para sua salvação como pode não ter certeza dela ? Seria duvidar da autenticidade e do poder da Palavra.
Vejo muita contradição na pregação desse pastor.

Diz Washer: "Deus tem apenas uma instituição religiosa, é a Igreja". Mas qual delas ? Todas ? E se não todas, qual ? Porque em todas se pregam coisas diferentes, não há unidade."E o nosso propósito e resultado irrevogável do avivamento será o plantio de igrejas bíblicas". Porventura todas não se dizem bíblicas ? Será o crivo dele, washer quem escolherá quais as "bíblicas" e quais as "não bíblicas" ? Me poupem ...
Já adivinho o que vai acontecer: Wash, ao tentar criar um "crivo" para "igrejas bíblicas", fará o desfavor de nos criar mais uma Igreja. Chega! Já temos milhões delas pregando coisas diferentes entre si. Não precisamos de "mais uma".

Agora esse lunático está criando mais uma "novidade": "Igreja itinerante com ministério mundial" ???? Que diabo é isso ?
Jesus deu sua vida por uma "Igreja Primitiva", uma "linda virgem". A que Igreja se refere ? Todos sabemos que essa "Igreja Primitiva" não existe mais. Como comparar a estrutura da Igreja primitiva com a estrutura das Igrejas modernas ? Com todos aqueles presbíteros, bispos, diáconos, todos elementos inculturados dos gentios convertidos e portanto elementos gregos ? E também romanos pois a Igreja Primitiva também existia em Roma e a prova disso é a Epístola de Paulo aos Romanos. Não há termo de comparação entre a Igreja a que se refere Walsh e a tal Igreja Primitiva do século I, construída justamente pelos apóstolos, que se deixaram contagiar pela cultura helênica e romana.

Para realizar o "sonho impossível" desse lunático teríamos agora de recriar toda essa hierarquia de um passado distante. É pra frente que se anda !

Outra "burrada": "Não existe remanescente de crentes na Igreja". Claro, todos já morreram. Como encontrar crentes do primeiro século ?

Fala em recordação da Teologia do século I e daí vai para Israel ? O que tem uma coisa a ver com a outra ? Nada ! Ora, nessa época os apóstolos já tinham sido expulsos das sinagogas pelos judeus e ido diretamente pregar em Roma e na Grécia para os gentios. Jerusalém, na História da Igreja, já não tinha mais nada a ver com a pregação apostólica. Os apóstolos já haviam abandonado os judeus.A Igreja se tornava, nesse momento, em Roma, um movimento subterrâneo (Igreja das Catacumbas) devido as perseguições que os jogavam na arena do Coliseu.

Esse "remanescente de verdadeiros crentes em Israel" é uma "balela" desse pastor. A não ser que esteja falando dos apóstolos, uma vez que esses eram judeus fugidos de Jerusalém. O cristão que permaneceu em Jerusalém morreu porque era considerado crime ser cristão em Jerusalém devido aos judeus considerarem blasfêmia a crença de que um homem pode ser Deus (Me refiro a Jesus Cristo, verdadeiro homem e verdadeiro Deus segundo a crença cristã).

O que é "Igreja" na concepção de Washer ? Outra contradição: Se há pecado dentro e fora da Igreja é óbvio que a causa é a própria fraqueza do homem. Será que Washer pensa que por simplesmente pertencer a uma Igreja, ou a Igreja dele, por exemplo, faz de um homem, mesmo com fé, um sujeito "impecável" ? E a salvação não é somente pela fé ? Então porque está a exigir obras, ou seja, que as pessoas não pequem, que sigam os dez mandamentos mosaicos ?

Contradição encima de contradição !

Washer fala da "Lei Natural" que está em Jeremias. O decálogo está esculpido em pedra mas Deus também o colocou no coração humano. Não Matarás. não levantarás falso testemunho, não roubarás, etc.. são coisas que já estão no coração das pessoas como erradas.

Há os que se dizem cristãos e não o são de fato. Isso é simples: Ser cristão não é somente crer em Cristo mas seguir os Seus ensinamentos. Quem não segue os ensinamentos de Cristo, embora acredite nele, não é cristão.

Esse cara está "viajando na maionese". Não está no futuro nem no presente essa "lei natural". Deus criou o homem com essa noção da lei natural e ela se aprofundou porque o homem comeu da maçã da ciência do bem e do mal, no sentido de que não deixa que Deus diga o que é certo ou errado mas decide da sua própria cabeça. É o chamado "pluralismo religioso".

É errado por exemplo, cometer adultério, mas há pessoas que não pensam assim e não seguem, portanto, um dos mandamentos do decálogo mosaico. Há quem pague "dente por dente" e não siga a prescrição do perdão de Jesus (perdoar os inimigos), por exemplo. Esses são casos em que a moral cristã está "privatizada", ou seja, pratico o que eu acho que é errado e não o que Deus acha que é errado. Na realidade, "comer da maçã da ciência do bem e do mal", cuja consequência é o pecado original, é a tendência do homem em não obedecer a Deus, arvorando-se em bom entendedor do que é o bem e o mal.

Outra "maluquice" de Washer": "A Igreja é uma", "não falhou a promessa de Jesus Cristo". É evidente que a Igreja Cristã está dividida: Luteranos, presbiterianos, adventistas, pentecostais, neo-pentecostais, batistas, testemunhas de jeová, metodistas, episcopais, anglicanos, católicos romanos, católicos ortodoxos, e mais milhões de igrejas sem denominação específica com uma ou outra tendencia. Todas essas denominações não se entendem entre si e pregam coisas diferentes.
A promessa de Jesus: "Haverá um só rebanho e um só pastor" é para a escatologia e não para agora.
Não existe essa história de que "há uma unidade na diversidade", ou seja, um "padrão de crente". Essa miscelânea jamais dará origem, assim como está, a "um só rebanho e um só pastor". Não existe "Igreja Invisível", como prega, por exemplo, o Caio Fábio. Existe quem se decepciona com Igrejas e se refugia em si próprio, como eu, por exemplo. No caso do Caio, por mais que não queira, esse "caminho da Graça" dele é simplesmente "mais uma Igreja" com as influências presbiterianas que ele traz para ela, pois ainda acredita, como os presbiterianos, na "Teologia da Predestinação".

O Pastor Washer poderia ser bem tratado no Peru por uma muçulmana, por exemplo, afinal ela também acredita em um Deus único que manda que tenhamos misericórdia uns pelos outros. A historinha que contou não convence ninguém sobre a unicidade da Igreja. Também religiões não cristãs pregam o amor ao próximo mas não acreditam que Jesus seja Deus que se fez homem, como a maioria dos cristãos (os testemunhas de jeová não acreditam).

Enfim, uma decepção esse homem que me parece está partindo para criar mais uma "Igreja Puritana" nos molde do século XVII, uma espécie de "quaker" é o que ele parece ser.

Continuamos, nós, evangélicos, infelizmente, na espiral da total desintegração.


















apsama

Mensagens : 1
Pontos : 1
Data de inscrição : 16/10/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: PAUL WASHER

Mensagem  Thiago Eddine em Ter Out 18, 2011 3:30 pm

A paz do Senhor irmão,

Em primeiro lugar, gostaria de destacar que nominal e eclesiasticamente, há sim divisões religiosas, com o que é conhecido como Igreja de Cristo aqui na terra. Os motivos são óbvios e gostaria de exemplificar alguns: primeiro pelo fato de existir crentes em Cristo em diversas regiões do planeta, e isso por óbvio já dificultaria a união total de todas as pessoas que compõem o Corpo; em segundo lugar, existem também os falsos mestres, bem como pessoas que os arraigaram para si, de acordo com suas paixões e concupsciências os seus mestres, e estaão como que sentem comichões nos ouvidos para buscarem somente o que desejam escutar - como Paulo escreveu para Timóteo - e isso faz com que muitas instituições religiosas tenham aparência de "igreja", mas de fato não o são. O que o irmão Washer está querendo dizer é quem, e o que é a Verdadeira Igreja de Cristo Jesus. Lembre-se irmão dos ensinamentos do Senhor: ...nem todo aquele que diz Senhor Senhor, entrará no reino dos Céus mas sim aquele que faz a vontade do meu Pai. Naquele Dia muitos dirão: Senhor, em teu nome expulsamos demonios, profetizamos e fizamos muitos milagres, e o Senhor responderá: Não vos conheço! Apartai-vos de mim os que praticam a iniquidade. Ou seja novamente te digo que, o que o irmão Paul nos ensina neste sermão é: quem, que segundo a bíblia, de fato compõem o Corpo de Cristo; e pelos frutos podemos dizer quem está ou não salvo. Lembre-se irmão que é claro que a salvação vem pela graça imerecida pelo sacrifício de Cristo na Cruz do Calvário, porém está salvação, para quem a recebe, produz no indivíduo arrependimento e fé para a obediência em alegria a Deus, no Seu Filho Jesus o Cristo, trazendo assim verdadeira conversão no mais amplo sentido desta palavra. Com isso encerro minhas breves palavras para que o irmão medite com base nas Escrituras.

A paz de Cristo,

Equipe apologética
avatar
Thiago Eddine
Admin

Mensagens : 106
Pontos : 266
Data de inscrição : 24/10/2010

Ver perfil do usuário http://www.forumevangelico.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: PAUL WASHER

Mensagem  Thiago Eddine em Qua Out 19, 2011 10:05 am

Paz irmão.

Assista também o vídeo Heresias de Paulo Junior:

http://equipeapologetica.forumbrasil.net/t115-jovens-cristaos#175
avatar
Thiago Eddine
Admin

Mensagens : 106
Pontos : 266
Data de inscrição : 24/10/2010

Ver perfil do usuário http://www.forumevangelico.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: PAUL WASHER

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum